Institucional

Institucional

BREVE HISTÓRICO

O Centro Estadual de Educação Profissional de Curitiba é o novo nome do antigo Instituto Politécnico Estadual.

Esta é uma das várias modificações que estão sendo feitas para adequar esta instituição ao modelo de ensino profissionalizante proposta pela nova Lei de Diretrizes e Bases.

O Centro Estadual de Educação Profissional de Curitiba foi criado pelo Decreto nº 10.888 de 11 de janeiro de 1941, com o nome de Instituto Técnico de Agronomia, Veterinária e Química do Paraná, autorizado a ministrar cursos técnicos de Química Industrial, Metalurgia e Desenho Técnico.

Pelo Decreto nº 295 de 27 de dezembro de 1944, foi reconhecido como Instituto de Química do Paraná, ganhando autonomia didática e administrativa, com a denominação de Instituto Técnico de Química Industrial.

No ano de 1959 foi criado o curso de Meteorologia.

No ano de 1960 foram criadas as Habilitações de Técnicos em Eletrotécnica, Agrimensura e Pontes e Estradas.

Pelo Decreto Estadual nº 31.666 de 29 de agosto de 1960 passa a denominar-se Instituto Politécnico Estadual

No ano de 1974 criou-se o curso Técnico em Saneamento.

Através da Resolução nº 2.977 de 19 de agosto de 1983, a Secretaria de Estado da Educação do Paraná, reconheceu e regulamentou os cursos de 2º Grau Técnico com Habilitação Plena em AGRIMENSURA, ELETROTÉCNICA, QUÍMICA E SANEAMENTO.

Em 1998 foi iniciado o novo modelo de Ensino Profissionalizante, na época chamado Pós-Médio, criando-se o Curso Técnico de Nível Médio em Eletromecânica com ênfase em Mecatrônica.

Em 2.000 iniciou o Curso Técnico de Nível Médio em Química Industrial com ênfase em Processos Industriais, também na modalidade Pós-Médio.

O Pós-Médio foi uma modalidade de curso destinada a alunos egressos do ensino médio, com carga horária mínima de 1.200 horas, distribuídas em 5 períodos ou módulos de 3 meses cada.

A Resolução nº 2.418/01 alterou a nomenclatura da escola, que passou a denominar-se CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE CURITIBA.

O ano de 2004 iniciou-se a oferta de Ensino Médio Integrado ao Ensino Técnico, com duração mínima de 4 anos, destinado a alunos egressos do Ensino Fundamental, e o Pós-Médio passou a denominar-se Subsequente.

Em 2007 foram criados de dois novos cursos: Técnico em Construção Civil e Técnico em Eletrônica, ambos para o Ensino Médio Integrado e para o Subseqüente.

Em 2.008 teve início uma nova modalidade de ensino, o PROEJA, destinado a alunos maiores de 18 anos, com Ensino Fundamental completo, oferecendo os Cursos Técnicos em Construção Civil e Eletromecânica, Integrados à Educação de Jovens e Adultos, com duração mínima de 3 anos.

Hoje o CEEP conta com duas modalidades de ensino: Subseqüente ao Ensino Médio (Técnico) e Ensino Médio Integrado, nos Cursos Técnicos em Edificações, Eletromecânica, Eletrônica, Meio Ambiente e Química Industrial.

EQUIPE:

Direção Geral
Andrey Kleber Migliorini


Direção Auxiliar

Ângela Maria Wolski Borille

João Carlos de Carvalho

Secretaria
Miria Rosa Boiko Malisak

Equipe Administrativa

Ana Paula da Silveira

Alessandra Aparecida de Morais Antunes da Silva

Aryane Braun

Josimari Munhoz Branco

Luiza Helena Oracz e Lima

Miria Rosa Boiko Malisak

Rosangela Dubowski Rosa

Roseli Terezinha da Silva

Telma Cristina Pereira das Neves

Vilma Banks Machado Bottega

Wivianne de Fátima Ribeiro Stedile

Equipe Pedagógica

Coordenação

Luana Hugen

Pedagogas

Andrea Max

Luana Gabriele Machado

Maísa Ramos da Rosa

Maria do Carmo

Maristela Pereira Ramos

Rafaela Voi

Sandra Tatarin

Soraia Rosario

Wilian Vila Nova

Equipe de Coordenação

Coordenadores 

Biotecnologia

Thiago Burda Mayer

Edificações

Airton Maria de Campos

Eletrônica

Aldair José Cirolini Bolzan ( Manhã- tarde)

Altevir Dominiak (Noite)

Eletromecânica

Aldair José Cirolini Bolzan  (Manhã e Tarde)

Altevir Dominiak  (Noite)

Química Industrial

Denis Bornatowski

Paulo Ribeiro de Oliveira

Manutenção Automotiva

Willian Alexandre Chueri  Boldori

Mecânica

Aldair José Cirolini Bolzan

Willian Alexandre Chueri  Boldori

Meio Ambiente

Carla Estrambek Natal Cabral

Navegação  no site

PPP – 2016

Parecer nº. 77/2016

Capa

Sumário até página 40

Página 41 até 105

Página 106 até Anexos

Regimento escolar – 2018

Ato Administrativo nº 561/2018

Capa até página 40

Página 41 até 80

Página 81 até 128